Eleições

Eleições: contra fake news, TSE faz parceria com mais de 50 entidades

16/10/2020 09:33
 

Diante do fenômeno das fake news, problema amplamente discutido em 2018 e que voltou a ser pauta no contexto de eleições para o pleito de 2020, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) firmou parcerias com mais de 50 entidades para combater a desinformação.

As entidades públicas e privadas que aderiram ao Programa de Enfrentamento à Desinformação, criado pelo TSE, vão de agências de checagem de informações a redes sociais.

Ao menos nove agências de checagem se uniram ao órgão para formar a “Coalizão para Checagem – Eleições 2020”, com as informações sendo constantemente checadas e publicadas na página Fato ou Boato.

Entre as redes sociais que se tornaram parceiras do TSE contra as notícias falsas estão Facebook, WhatsApp, Twitter, Tik Tok e Instagram.

O WhatsApp criou um formulário para que o eleitor possa denunciar contas suspeitas de enviar disparos em massa – basta acessá-lo neste link. Além disso, o aplicativo desenvolveu uma plataforma para incentivar e auxiliar a circulação de informações verídicas. Para isso, é necessário adicionar o número (61) 9637-1078 nos contatos e conversar com o canal pelo próprio app.

O Tik Tok, uma das mais recentes plataformas a fechar parceria contra as fake news, garantiu que criará uma página para divulgação de informações confiáveis nas eleições de 2020, além de oferecer um curso de capacitação à equipe de comunicação do TSE para o uso do aplicativo.

Já o Facebook desenvolveu o Megafone, ferramenta que divulgará mensagens relacionadas à organização do pleito e medidas de segurança sanitária contra covid-19. As informações estarão disponíveis no feed de notícias da rede social.

No Twitter, toda vez que um usuário pesquisar por temas a respeito da eleição, o resultado inicial da busca será uma notificação com acesso à página do TSE com informações sobre o pleito de 2020.

O Google, por sua vez, oferece recursos para ajudar os eleitores no acesso a informações oficiais sobre as eleições. No topo das pesquisas relacionadas ao pleito de 2020, estará destacado o painel ‘Como votar’, levando o usuário a uma página da Justiça Eleitoral. Para acessá-la, basta clicar aqui.

Além das redes sociais, o Programa de Enfrentamento à Desinformação conta com apoio de empresas de comunicação, órgãos públicos, partidos políticos e provedores de mensagem.

 

 

 

 

 

Correio do Povo

Foto: Tracy Le Blanc / CP



Topo