Clima

Risco de temporais segue no RS

27/09/2020 18:12
 

A MetSul Meteorologia alerta que o risco de tempo severo prossegue no Rio Grande do Sul. Novos temporais devem ser esperados entre o fim da tarde deste domingo (27) e o começo da segunda-feira (28).

Os temporais das últimas horas estiveram associados à formação de áreas de instabilidade pré-frontais numa atmosfera superaquecida em que as máximas chegaram a 40ºC no Sul do Brasil ontem com recordes de calor absolutos no Paraguai e no Norte da Argentina. As tempestades das últimas horas já trouxeram vendavais com rajadas perto e acima de 100 km/h, além de granizo, com estragos em alguns municípios gaúchos e catarinenses, além de danos em Corrientes e Misiones na Argentina.

O momento mais crítico da instabilidade vai se dar entre e noite de hoje e a madrugada da segunda-feira, quando uma frente fria agora no Sudoeste do Rio Grande do Sul avançar para a Metade Norte gaúcha e Santa Catarina. O tempo abriu em muitas áreas da Metade Norte após os temporais da manhã e o calor retornou na tarde deste domingo com marcas acima dos 30ºC no Noroeste. Ao encontrar o ar muito quente, com pressão atmosférica baixa e uma corrente de jato em baixos níveis, novas áreas de instabilidade vão se formar de maneira intensa. Há o risco de formação de uma linha de tempestades com vento forte a intenso, com potencial destrutivo isoladamente, além de granizo.

As regiões de maior risco são a Fronteira Oeste de São Borja a Porto Mauá, o Centro do Rio Grande do Sul, as Missões, o Noroeste, o Médio e Alto Uruguai, os vales, Planalto Médio, a Grande Porto Alegre, a Serra, os Campos de Cima da Serra e o Litoral Norte. Não significa que todos os municípios destas regiões terão temporais, afinal o risco de fenômenos severos é localizado, mas todas estas áreas têm risco de temporais ainda hoje e no começo da segunda.

A MetSul Meteorologia adverte ainda para o risco de temporais em Santa Catarina e no Paraná no final deste domingo e na segunda-feira. As áreas que mais preocupam quanto ao risco de episódios muito fortes a severos de tempestade no Sul do Brasil são o Norte e o Noroeste do Rio Grande do Sul, o Oeste e Meio-Oeste de Santa Catarina e o Sudoeste do Paraná, não podendo se afastar mesmo o risco de atividade tornádica.

 

 

 

Imagem: Douglas Becker



Topo