Lavras do Sul

Homem suspeito de espancar idosa em Lavras do Sul é encontrado morto na RS 357

20/09/2020 19:45
 

Foto: Funerária Barbosa

Depois de assaltar a casa de uma idosa, de 84 anos, e espancar a vítima em Lavras do Sul, o suspeito do crime, de 23 anos, foi encontrado morto dentro do carro roubado em um arroio na ERS-357, que liga Caçapava a Lavras. A Polícia Civil acredita que o jovem, identificado como José Florencio Lopes Morocini Neto, conhecido como Netinho, tenha perdido o controle em uma curva e caido em uma ponte enquanto fugia após o crime.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo foi encontrado por volta das 15h de sábado na estrada que liga o município a Caçapava do Sul, a cerca de 20 quilômetros do centro de Lavras do Sul. Um agricultor que passava pelo local em um trator avistou o veículo Prisma parcialmente submerso e acionou a polícia. 

A Polícia Civil informou ainda, que o jovem já havia sido identificado como o autor do roubo e da agressão. Agora, a investigação vai apurar se ele agiu sozinho ou teve ajuda de mais pessoas. 

No interior do carro, foram encontrados os demais objetos levados da residência, como celular, TV e microondas. 

O corpo de José Florencio foi sepultado na tarde deste domingo, no Cemitério Municipal de Lavras do Sul. 

 

O CASO
O assalto aconteceu na madrugada de sexta-feira, na Rua Adão Teixeira da Silva, no centro de Lavras do Sul. Conforme a neta da vítima, que preferiu não ter o nome divulgado, a idosa mora com uma filha de 55 anos, que estava em casa no momento do crime.

A filha da idosa mora na parte de baixo da residência, uma espécie de porão, e relatou que só percebeu o roubo por volta das 4h da madrugada, ao levantar para ir ao banheiro. A mulher disse que notou que haviam sido levados a televisão, o celular dela e as chaves do imóvel. Ao verificar ao redor da casa, notou que as portas estavam abertas, mas sem sinal de arrombamento. A suspeita é que os bandidos tenham entrado por uma porta que estava mal fechada. Quando foi ao quarto da mãe, a mulher encontrou a idosa caída no chão e com o rosto machucado e os objetos todos revirados.

- Não se sabe com o que golpearam ela, mas machucaram o rosto dela e, com a agressão, ela perdeu os dentes. Ela não enxerga, tem dificuldades para caminhar e não ouve direito. Nem seria uma ameaça - explica a neta da vítima.

A idosa foi encaminhada para um hospital em Santa Maria, que a família preferiu não divulgar, onde permanece internada em um leito de UTI em observação. O estado de saúde dela é estável. 

- Ela sofreu fraturas na face. Está com o rosto desfigurado, bastante inchado. A médica disse que, para o que aconteceu, ela está bem, mas inspira cuidados por conta da idade - diz a neta.

 

 

Diário de Santa Maria

*Colaborou Janaína Wille



Topo