Caçapava do Sul

Comunidade quilombola receberá calcário da Seapdr

28/07/2020 09:21
 

Cerca de 400 famílias de comunidades quilombolas do Rio Grande do Sul estão sendo beneficiadas com o fornecimento de 1.450 toneladas de calcário dolomítico pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr). A ação integra o programa permanente da instituição “Desenvolvimento e Apoio Socioeconômico de Comunidades Quilombolas”. O objetivo é atender às demandas produtivas, visando ao desenvolvimento sustentável, à segurança alimentar e à geração de renda nessas comunidades. A entrega já aconteceu nos municípios de Canguçu, Piratini, Morro Redondo e Aceguá e, até a próxima sexta-feira (31) ocorrerá também em Caçapava do Sul.

Segundo o analista de políticas públicas agropecuário da Divisão Quilombola e Indígena da Seapdr, Henrique Ritter, a ideia do programa é apoiar empreendimentos coletivos para a geração de renda e incentivar projetos produtivos em comunidades quilombolas. “Uma das ações é disponibilizar insumos para correção do solo nas áreas de plantio para produção de alimentos, o que se efetivou pelo fornecimento do calcário dolomítico”.

Ritter explica que, para organizar a logística de recebimento e distribuição, a Seapdr articulou com as prefeituras e contou com o apoio e suporte dos técnicos da Emater/RS-Ascar na disponibilização de espaços para descarga e o posterior transbordo do calcário até as comunidades. “Essa foi uma primeira etapa. Queremos fornecer mais 1.450 toneladas para outras famílias”, esclarece.

Para o secretário Covatti Filho, o Estado cumpre, assim, o seu papel no apoio para o desenvolvimento de áreas cultiváveis nas comunidades quilombolas, proporcionando melhoria do solo, maior produção e, consequentemente, ganho de renda para essas famílias.

 

Texto: Darlene Silveira/Seapdr

Foto: Divulgação/PM de Canguçu

-- 



Topo