Educação

Governo apresenta nova plataforma preparatória ao Enem para alunos da rede pública do RS

09/07/2020 16:07
 

O ensino à distância da rede pública de educação do Rio Grande do Sul vai passar a contar com um novo programa de conteúdos preparatórios para o Enem, o “Resolve Sim”. A nova plataforma, que será integrada dentro da ferramenta "Google For Education" – já usada no ensino público remoto no Estado – será gratuita, sem limites de acesso ao conteúdo, e direcionada aos estudantes que estão se preparando para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), que ocorrerá em 17 e 24 de janeiro de 2021. A previsão para a implementação da plataforma é em 24 de julho. 

A novidade foi anunciada por videoconferência, nesta quinta-feira, pelo governador Eduardo Leite, com a presença do secretário de Educação Faisal Karam e do apresentador de TV Luciano Huck, que também é fundador do Instituto Criar, uma das entidades idealizadoras da plataforma preparatória para o Enem. 

“Sabemos das dificuldades do nossos alunos do ensino, na rede pública principalmente, e estamos trabalhando em alternativas de reforço com as aulas no Google Classroom”, disse o governador ao anunciar a novidade. Leite ainda lembrou que o Rio Grande do Sul foi o primeiro colocado, na relação de escolas estaduais, no ranking nacional de notas do Enem 2019. O conteúdo deve chegar para 235 mil estudantes da rede pública, sendo 66 mil integrantes do Ensino Médio. 

O novo serviço deve servir, segundo o governador, como um reforço às aulas diárias Pré-Enem transmitidas pela TVE. Paralelo às alternativas, o governo do Estado mantém aberta uma consulta pública direcionada às entidades gaúchas representativas nas áreas de Educação, Saúde e Assistência Social. Por meio de um formulário eletrônico, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) busca a ajuda para montar um calendário de retorno presencial, por etapas, do ensino público e privado do RS.

“Nós dialogamos para construir soluções” afirmou Leite dizendo que o levantamento de projeções deve medir o quanto o retorno às escolas deve impactar na velocidade do coronavírus no território gaúcho. "O que a gente quer é achar uma solução coletiva e colaborativa para dar os próximos passos. Até 12 de julho vamos receber as sugestões. Já recebemos 638 respostas e nós queremos garantir que tenhamos a maior participação possível”, apontou o chefe do Estado ao reforçar que ao todo são 1.520 entidades participando da consulta. 

"A pandemia veio acelerar o processo de digitalização da educação"

Durante o anúncio da nova plataforma, nesta quinta-feira, o apresentador de TV Luciano Huck falou por videoconferência de como a pandemia está impactando na aceleração da digitalização na educação.

Durante a videoconferência, transmitida nas redes sociais, o secretário de Educação afirmou que a "Resolve Sim" é uma possibilidade de o Estado avançar na educação. Segundo Faisal Karam, a plataforma é uma "garantia de que o Estado seguirá evoluindo em questões pedagógicas e de aprendizados formando alunos e de maior qualidade."