Economia

Prefeitura de Caçapava do Sul decretará situação de emergência devido à seca

 

Foto: Arquivo/Defesa Civil

Na tarde desta quarta-feira, dia 4, a Prefeitura de Caçapava do Sul anunciou que irá decretar situação de emergência. A decisão ocorreu após uma reunião promovida pela secretaria municipal da Agropecuária e gabinete do Prefeito. Na reunião foram recebidas as equipes de trabalhos junto aos Sindicatos (Rural e dos Trabalhadores Rurais), além de associação de produtores, de feirantes, Emater e Defesa Civil.

De acordo com um dos agropecuaristas, mais de 50% de sua produção foi perdida por conta da estiagem e da seca. A estimativa é que haja aumento de 2% em caso de ausência de chuva. O dado preocupa, já que não há previsão de chuva para os próximos 10 dias.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Lasier Garcia, falou que a perda da safra tem ocasionado diminuição da contratação de trabalhadores do campo. Segundo o Presidente do Sindicato Rural, Airton Oliveira (Mazagão), a orientação da Farsul é de que os municípios decretem emergência em razão da situação do Estado, que sofre com a falta de chuva.

O diretor técnico da Cotrisul, Jaime Dalmaso, estima perda de até 70% da produção, devido à seca. “A Soja não tem nada pra fazer, pois é em março que define a safra e a nossa está comprometida”, completou.
Criadores de gado estimam quebra de 20 a 30% no gado gordo e de 25% em Terneiros e vaquilhonas. Pequenos produtores alegaram que estão vendendo os gados para não morrerem com a seca. O milho, a perda é de 80%, o leite 70% e o arroz foi o único que não registrou a perda, pois as lavouras estavam irrigadas.

O Prefeito Giovani Amestoy, a Secretária da Agropecuária, Michele Mendes e os vereadores Silvio Tondo e Mariano Teixeira, que participaram da reunião, sugeriram buscar apoio político junto aos Deputados e Senadores e Secretários de Estados para uma solução conjunta para o agronegócio.

A Secretária Michele informou que desde o mês de dezembro a Prefeitura conta com auxílio da Emater, que vem entregando água em propriedades rurais para consumo humano e animal, assim como perfuração e funcionamento de novos poços artesianos, e no preparo das terras para as lavouras.

Gilnei Marques, da Defesa Civil, lembrou que em 12 de março de 2018 a Prefeitura Decretou Situação de Emergência em razão da estiagem, o que garantiu a ajuda do Exército para distribuição de água, do Estado com Caminhão-pipa, além de garantir aos produtores a renegociação e dívidas de créditos rurais como Pronaf e Proagro.

Comunicação da Prefeitura / Caçapava do Sul




Topo