Educação - Greve dos professores

Governo apresenta proposta e CPERS decidirá em assembleia geral

09/01/2020 08:59
 

Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

Em reunião nesta quarta-feira, 8, o governo do Estado apresentou a representantes do Cpers-Sindicato uma proposta para que o Magistério recupere as aulas perdidas pela paralisação de professores e finalize a greve iniciada pela categoria em novembro.

Foi ofertado aos professores o pagamento em folha suplementar e com o fim da greve, evitar que fiquem mais um mês sem receber qualquer remuneração. A proposta do governo é de pagar o salário da categoria relativo aos dias paralisados de forma integral em folha suplementar a ser rodada em até cinco dias úteis partir da adesão da categoria ao acordo.

O desconto proporcional pelos dias paralisados seria feito de forma parcelada ao longo de seis meses. Quando forem retomadas as aulas para a recuperação dos 25 dias de aulas perdidos em 2019, o Estado propõe uma nova rodada de negociação para discutir o desconto.

O Cpers fez questionamentos à proposta e respondeu que irá levá-la para avaliação dos grevistas em assembleia geral, para então dar a posição oficial da categoria. A assembleia geral será na próxima terça-feira (14), às 13h30, no pátio do Colégio Candido José de Godoi.

De acordo com o CPERS, o corte de ponto seria parcelado, ao invés de integral. Assim mantendo a penalização dos grevistas. Até a realização da assembleia geral, a greve continua, conforme o CPERS.

Farrapo




Topo