Saúde

Saiba mais sobre a nova técnica de edição de DNA que poderá curar doenças genéticas

23/10/2019 14:10
 

Foto: Reprodução

Em fase de testes em laboratórios, uma nova técnica de edição de DNA poderá curar doenças genéticas no futuro. A constatação é de cientistas americanos que estão desenvolvendo uma tecnologia chamada “prime editing” ou “edição de qualidade”, conforme tradução livre.

A técnica permite corrigir mutações que causam doenças. Uma das mutações que a técnica conseguiu corrigir foi a da anemia falciforme. O método foi desenvolvido pela equipe do Instituto Broad, ligado à Universidade de Harvard e ao MIT (Massachusetts Institute of Technology) nos Estados Unidos.

A tecnologia usa uma sequência de código genético feita em laboratório. Essa sequência tem duas funções: uma, é encontrar a parte do DNA que você quer editar, e a outra, é introduzir as mudanças que você quer fazer.

O grande desafio agora é conseguir viabilizar que o maquinário molecular capaz de fazer essas edições possa acessar corretamente às partes certas do corpo humano de forma segura.

É provável que as primeiras aplicações sejam feitas em doenças em que seja possível retirar células do corpo, editá-las, garantir que elas são seguras, e colocá-las de volta. Isso é aplicável no tratamento de doenças do sangue, como anemia falciforme e as talassemias, em que a medula óssea pode ser removida e colocada de volta.

A pesquisa foi publicada nesta semana na revista científica Nature. Para saber mais, confira a reportagem completa clicando aqui.

Fonte: BBC Brasil

Farrapo






Topo