Polícia

Atualizada: Presos quatro suspeitos de participarem de agressão a motorista

Por Eduardo Schneider
17/09/2019 08:12
Atualizada às 11h33min.
 

Nas buscas da Polícia Civil, foram encontradas toucas ninjas (Foto: Eduardo Schneider/Farrapo)

Agentes da Polícia Civil de Caçapava do Sul com apoio de agentes de Santana da Boa Vista e Cachoeira do Sul, cumpriram nesta terça-feira, 17, quatro mandados de prisão preventiva e seis de mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da comarca local. Os mandados são contra quatro taxistas suspeitos da prática de um crime que vitimou um motorista de aplicativo (Uber). Um dos taxistas presos é o vereador Alex Vargas (MDB). O motorista foi agredido por um grupo de aproximadamente 10 pessoas, sofreu lesões no corpo e teve subtraído um celular e a quantia de R$ 500,00 na quarta-feira, dia 11.

Segundo o delegado Laurence de Moraes Teixeira, após a realização da investigação, foi instruído inquérito policial e subsidiada prisão preventiva e buscas domiciliares. Nessas buscas, foram localizadas toucas ninjas e também aparelhos celulares, que serão vistoriados pela Polícia Civil. O celular e o dinheiro subtraídos da vítima não foram localizados.

“Não houve resistência. Os indivíduos foram trazidos inicialmente até a Delegacia e serão recolhidos ao Presídio de Caçapava do Sul. As diligências seguem seu curso com produção de novas provas e depoimentos. Também com intuito de identificar o restante do grupo”, disse o delegado.

O indiciamento é por tentativa de homicídio qualificado, roubo e associação criminosa. Após ser concluído o inquérito, com indiciamentos dos envolvidos e demais participantes, o documento será remetido ao Poder Judiciário para apreço do Ministério Público. O delegado ressalta que o passo seguinte seria uma ação penal e ao fim, uma condenação judicial.


Câmara de Vereadores envia nota a imprensa

O Legislativo Caçapavano recebeu a informação, através da imprensa, na manhã desta terça-feira, dia 17, da prisão preventiva do Taxista Alex Vargas, que também exerce o mandato de vereador pelo MDB, sobre o caso envolvendo um grupo de taxistas e um motorista de aplicativo na cidade.

Após ficar sabendo do caso, o Presidente da Câmara reuniu a Mesa Diretora para avaliar a situação do vereador e encaminhar as medidas administrativas cabíveis, inclusive acionando a Comissão de Ética da Casa para acompanhar as investigações da Polícia Civil e instaurar um procedimento administrativo.

A Mesa Diretora informou também, que os vereadores são responsáveis pelo seu mandato, mas devem seguir as regras da casa e da sociedade civil, o Legislativo dará todo o respaldo a Polícia Civil e a Justiça para que as investigações e o inquérito seja concluído o mais rápido possível.  Ressaltamos ainda, que a Câmara não se responsabiliza pelas atitudes de seus vereadores no livre exercício da sua profissão e na vida pessoal.

As medidas sobre este caso dentro da Casa Legislativa serão tomadas com a maior transparência e obedecendo ao interesse público.



Relembre

- Motorista de aplicativo é agredido em Caçapava do Sul


Por Eduardo Schneider

Farrapo




Topo