Caçapava do Sul

Obras no Passinho da Aldeia devem retomar somente após novo projeto

Chuvarada voltou a causar prejuízos aos moradores do Passinho da Aldeia. A obra no local só voltará a andar após criação de projeto que envolve pedido de desapropriação

Por Eduardo Schneider
07/05/2019 10:26
Atualizada às 10h40min
 

Obra no Passinho da Aldeia está parada (Foto: Arquivo Pessoal/Alexandre Moreira)

Os estragos causados pelas fortes chuvas dos últimos dias em Caçapava do Sul ainda prejudicam moradores de diversas localidades. Buracos e crateras deixam estradas sem condições de trafegabilidade, e problemas em redes pluviais ocasionam alagamentos, que se repetem chuva após chuva.

Um dos principais problemas de infraestrutura é o do Passinho da Aldeia. A água invadiu diversas casas com a última chuvarada e novamente causou indignação dos moradores, entre eles, Alexandre Moreira. Ele disse que a obra da Prefeitura para arrumar a rede pluvial está parada há mais de 30 dias.

“Só iniciaram a obra e pelo fim, não pelo começo. Isso porque a primeira parte dos trabalhos começou de onde não vem a maior quantia da água que invade as casas”, completou.

O secretário-adjunto de Obras Vitalino da Rosa disse que a primeira parte da obra foi feita como uma medida emergencial. Explicou que os trabalhos pararam porque a segunda etapa depende de um novo projeto. O documento está sendo feito pela secretaria de Planejamento e é necessário porque envolve um pedido de desapropriação de uma garagem.

“Acredito que em até duas semanas o projeto esteja pronto para que possamos seguir o cronograma dentro dos tramites legais”, destacou Vitalino.


Estradas

Morador enviou foto de cratera na estrada do Santa Bárbara
Diversas estradas estão em péssimas condições. Alguns dos exemplos são as estradas da Guarda Velha, Angelino, Cerro do Martim, Guaritas e Passo do Umbu. Mas a lista de problemas não para por aí.

Na estrada do Santa Bárbara, caminho para Lavras do Sul, uma cratera abriu “engolindo” parte da estrada. Um morador enviou uma foto e disse que lá não passam caminhões. Uma situação que prejudica os produtores, já que se trata de uma região conhecida por ser a bacia leiteira do município.

O secretário-adjunto explicou que a secretaria de Obras está atendendo os pontos mais críticos. Nesta terça-feira, 7, por exemplo, uma equipe foi para a região de Pontas do Santa Bárbara para fazer a manutenção da estrada.

“Estamos trabalhando para que entre 20 e 30 dias, os problemas sejam amenizados”, destacou Vitalino.


Situação de emergência

Devido aos inúmeros problemas de infraestrutura, a Prefeitura anunciou nas redes sociais que estuda decretar situação de emergência para tentar obter recursos dos governos, estadual e federal.

Além disso, uma reunião foi realizada ontem (6) entre o Prefeito Giovani Amestoy, Vitalino Rosa da secretaria de Obras, e os vereadores Ricardo Rosso (PP) e Alex Vargas (MDB) para discutirem um planejamento de recuperação das ruas e Estradas, junto a Secretaria de Obras e de Planejamento.


Por Eduardo Schneider

Farrapo




Topo