Região

Prefeito de São Sepé vai a Brasília pedir que radares sejam mantidos

05/04/2019 09:47
 

O prefeito de São Sepé, Léo Girardello, vai a Brasília na próxima semana cumprir agenda em diferentes ministérios com o objetivo de buscar recursos e levar demandas do município sepeense. Uma das pautas será o pedido para que os controladores de velocidade fiquem instalados em São Sepé.

Girardello frisou que a instalação de um radar na BR-392, junto ao trevo do CIEP, é de extrema importância. O prefeito se mostrou preocupado com o grande fluxo diário de estudantes no trecho, principalmente crianças e adolescentes, que precisam atravessar a rodovia com um grande movimento de veículos.

O prefeito disse que estará na próxima segunda-feira, 8, no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), reforçando o pedido para que os radares fiquem instalados em São Sepé. Além disso, Girardello pretende se reunir com parlamentares para defender a demanda do município. Caso os radares não entrem em funcionamento, o prefeito vai sugerir a instalação de quebra-molas no trecho.

Em janeiro deste ano, o trevo do CIEP teve seus dois controladores de velocidade retirados. Os redutores foram retirados porque a Kopp, empresa responsável pelos equipamentos, não teve o contrato renovado. A nova empresa contratada, no entanto, chegou a instalar um novo radar no local, mas a estrutura não entrou em operação.

Um recente anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro no domingo, 31 de março, colocou em dúvida sobre a efetiva instalação e funcionamento de novos redutores de velocidade nas rodovias federais que passam por São Sepé (BR-392 e BR-290).

Bolsonaro disse ter barrado a instalação de mais de 8 mil radares eletrônicos em estradas do país, alegando que o objetivo principal da instalação é arrecadar recursos para os estados. Na quarta-feira, 3, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, defendeu que o debate sobre a instalação de radares será feito com base em critérios técnicos.

Osepeense.com