Estado

Municípios da região estão com dificuldades na produção das placas no padrão Mercosul

27/12/2018 11:29
 

Foto: Reprodução TV A Platéia de Santana do livramento, que também enfrenta problemas

O novo sistema de placas que está implantado em todo o Estado, no padrão Mercosul, não está funcionando em várias cidades da região, porque as empresas credenciadas para este trabalho ainda não receberam o sinal verde do Detran RS com a aprovação do Denatran. Na prática, significa que se alguém necessita transferir um veículo ou adquiriu um novo, tem que comprar a placa em municípios que já possuem empresas autorizadas. Caçapava do Sul também está com dificuldades neste serviço.

Além disso, o preço é considerado alto. Uma placa do Mercosul custa em média R$ 250,00, quase o dobro das antigas. Por enquanto, não existem estimativas de quando as empresas estarão com a permissão para emitir as novas placas. Este preço deve ser cobrado em Cachoeira do Sul, outra cidade que está sem empresa autorizada.

A placa padrão Mercosul entrou em vigor no dia 18 de dezembro no Estado, com isso, muitos ajustes ainda estão sendo feito junto aos CRVAs, para liberação das novas placas.

A utilização do equipamento passa a ser obrigatória em zero-quilômetro e nos casos em que seja necessária a trocar da placa, como quando o equipamento é roubado, furtado, perdido ou avariado. Também em casos de transferência de dono ou município. Os demais veículos não têm data-limite para adaptação e podem circular normalmente.

As novas placas, com o padrão Mercosul, serão obrigatórias para:

  • Novos emplacamentos
  • Veículos zero-quilômetro
  • Transferências de cidades ou de propriedade
  • Substituições de placas com avaria, que forem roubadas ou furtadas.

O novo modelo é de cor branca, possui quatro letras e três números, além de um “QR” Code, um código digital, para identificação do veículos.

Acompanhe o vídeo abaixo da TV A platéia, de Santana do Livramento, onde o município da fronteira oeste enfrenta o mesmo problema.

Fonte: Detran/RS  e Jornal Ocorreio.com.br




Topo