CLIQUE AQUI PARA EXPANDIR
  Brasil

Tremor de terra foi sentido em Santa Catarina; não houve registro de vítimas

Por farrapo.rs
13/04/2018 16:45
 

O Centro de Sismologia da USP (Universidade de São Paulo) confirmou um tremor considerado moderado na margem continental brasileira, localizada a 100 quilômetros da costa de Florianópolis. O tremor de 3,6 de magnitude na Escala Richter foi registrado às 9h28min desta sexta-feira (13).

De acordo com os técnicos do centro, parte das ondas do tremor se propagou na costa sendo sentido em cidades como Florianópolis, Blumenau, Itajaí e como maior intensidade na Barra da Lagoa, localidade mais próxima ao oceano.

A secretaria de Defesa Civil de Santa Catarina divulgou nota informando que o sismo foi de baixa magnitude, portanto não oferece riscos secundários, como da ocorrência de tsunamis. “Ressaltamos que eventos dessa natureza são atípicos para a região Sul do território brasileiro, quando, sendo o registro atual (13/04/2018) o de maior magnitude nos últimos dois anos”, informou o comunicado.

O Corpo de Bombeiros do Estado recebeu cerca de 30 chamados de pessoas relatando terem sentido o tremor. No entanto, em nenhum chamado houve pedido de ajuda para resgate. Os relatos vieram principalmente, de acordo com a corporação, dos moradores da capital. Nenhuma viatura ou equipe de socorro chegou a ser enviada para os locais de chamado. Ainda assim, segundo os bombeiros, todos os registro foram repassados à Defesa Civil para avaliação do local onde os tremores foram sentidos.

Segundo o Centro de Sismologia da USP , o sismo também foi registrado pelo USGS (United States Geological Survey – Serviço Geológico dos Estados Unidos), e existem ainda alguns questionamentos, devido ao epicentro do USGS estar diferente do brasileiro. O sistema americano utilizou um total de 9 leituras, enquanto o centro brasileiro utilizou 17 leituras garantindo uma maior precisão na localização. As informações básicas sobre o tremor estão disponíveis no site do centro da USP no endereço http://moho.iag.usp.br/eq/event/usp2018hfia.


Defesa Civil alerta

Nos próximos dias, 14/04 a 16/04, há risco de alagamentos devido à maré alta nas regiões mais baixas do litoral catarinense. Este fenômeno é devido à influência da maré viva (maré de sizígia), vento do quadrante sul e às ondas altas (1,5 a 2,0 m) geradas pela passagem de uma frente fria e por um sistema de alta pressão no litoral Sul do Brasil.

Recomenda-se especial atenção para os horários e locais mais baixos da costa que comumente registram este fenômeno: proximidades da Rodovia Diomício Freitas, Centro de Eventos – CentroSul, praias do Sul da Ilha de Santa Catarina, Avenida Atlântica de Balneário Camboriú, Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí, Joinville, entre outros.

A Defesa Civil indica evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Também deve ser observada qualquer movimento de terra ou rochas próximas a residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil Municipal 199 ou Corpo de Bombeiros 193.

Fonte: Jornal O Sul


Por farrapo.rs

Farrapo