Segurança Pública

Plantão de atendimento noturno da delegacia é suspenso

14/02/2017 11:55
 

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira, 14, o delegado Fabricio de Santis Conceição anunciou a suspensão do plantão de atendimento 24 horas da delegacia de Polícia. 

O atendimento noturno, em feriados e finais de semana, será feito em regime de sobreaviso para casos de prisão em flagrante e foragido, ocorrências com morte, furto e roubo a banco, apreensão de menores, violência doméstica, sequestro e estupro.

Para fazer outros registros na delegacia, o solicitante deve comparecer em horário de expediente, de segunda a sexta-feira, das 8h30min ao meio dia e das 13h30min às 18 horas, ou dirigir-se a Brigada Militar.

A Polícia Civil também está divulgando a opção de registro de ocorrência pela internet. Para efetuar o registro, basta acessar o site www.pc.rs.gov.br e escolher a uma das 13 opções de registro, entre elas, perda ou localização de documentos, acidente de trânsito sem feridos, violação de domicílios ou abigeato. Em caso de dúvidas, o número para contato é (55) 98451-1690.


O que disse o delegado

“Solicito a compreensão da comunidade. Embora os esforços que o governo vem enfrentando para melhorar a situação da segurança, a realidade é essa, estamos sem efetivo e foi necessário adotar o fechamento do plantão”.

“No final do ano passado se aposentaram três policiais. Dois deles faziam parte do plantão. Como não poderia deslocar agentes para o atendimento 24 horas, foi feita essa ação para preservar a capacidade investigativa da Polícia Civil de Caçapava”.

“Não vejo como uma situação desafiadora. Está acontecendo em todo o Estado. A maioria das cidades não tem plantão. No nosso caso era uma exceção. Para que serve plantão 24 horas, para atender casos graves. Hoje nós não temos muitas ocorrências de prisões em flagrante o que não justifica a existência de um plantão. Atualmente existem outros meios de fazer registro, como o registro online”.

“Do concurso realizado pelo Estado, veio um agente para a delegacia de Caçapava, porém mediante permuta com um policial daqui, ou seja, não altera em nada o nosso efetivo”.

“Conseguimos reduzir nos últimos dois anos, o número de inquéritos policiais, que era cerca de 1.200 inquéritos. Atualmente já instaurei mais de 2.000 inquéritos. Teríamos aproximadamente 3.200 em andamento, mas hoje temos 500. Então estamos conseguindo essa produtividade e rotatividade com o efetivo que temos na investigação”. 


VÍDEO: Como será o sistema de sobreaviso dos policiais e o policiamento no Carnaval 2017

Farrapo




Topo