Economia

Compras de Natal movimentam o comércio

13/12/2011 22:20
 

Brinquedos estão entre os mais vendidos. Diogo já ganhou o seu

Restando apenas alguns dias para a chegada do Natal, a procura por presentes tem aquecido as vendas no comércio. É uma roupa nova, um brinquedo para o filho, uma lembrança para os familiares, um móvel novo para a casa e assim por diante. A lista ainda inclui o tradicional amigo secreto das confraternizações das empresas. Os lojistas ficam na expectativa, já que é neste período que as vendas aumentam. Para eles, brinquedos, eletrodomésticos e vestuário continuam liderando os produtos mais procurados pelos consumidores.  

- A lista de presentes, que, na maioria das vezes, envolve mãe, pai, filhos, irmãos, sobrinhos, afilhados e avós, exige, ao menos, que o consumidor compre uma lembrancinha. Somado a isso, o pagamento do 13º salário é outro fator que tem impulsionado as vendas – afirma Leonardo Machado, gerente do Lojão Utilar. 

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), neste ano, 59 empresas aderiram à campanha de Natal, que irá sortear, no dia 30 de dezembro, um prêmio de R$ 5 mil em dinheiro para o cliente e R$ 2 mil para o vendedor que tiverem os cupons premiados. 

- Não será uma campanha tão grande como a do ano passado, mas, na medida do possível, montamos uma campanha onde o maior número de empresas pudesse participar e superamos a nossa meta, pois tínhamos um número estimado de 50 e conseguimos 59. Esperamos que a campanha dê uma alavancada nas vendas para o Natal - afirmou Tânia Oliveira, secretária executiva do CDL. . Restando apenas 16 dias para a chegada do Natal, a procura por presentes tem aquecido as vendas no comércio. É uma roupa nova, um brinquedo para o filho, uma lembrança para os familiares, um móvel novo para a casa e assim por diante. 

Vitrines enfeitadas 
Para atrair o público, uma das atrações das lojas são as vitrines decoradas com luzes, árvores e, em especial, vários modelos de Papai Noel. Na loja Clipton Presentes, os brinquedos completam os itens da vitrine que faz sucesso com a criançada. 

O pequeno Diogo Santos, de 4 anos, apesar de não ter feito o pedido para o bom velhinho, já sabe o que quer ganhar: um Batmax. 

- O Diogo quer o Batmax, porque não perde um episódio do desenho. Provavelmente, será o presente dele, mas ainda vamos pensar e olhar outros brinquedos antes de fazer o pedido - afirmou Alessandra Sommer, mãe de Diogo. 

De acordo com Raquel e Roberta Ciocari, responsáveis pela Loja H2R, os preços estão bem acessíveis, principalmente na linha adulto, tanto masculino como feminino, que englobam camisetas, bermudas e vestidos, entre outros produtos. 

- Temos o cheque presente, que funciona assim: por exemplo, se você quer dar um presente no valor de R$50, nós preenchemos o cheque e o cliente entrega o envelope para pessoa vir aqui e retirar a mercadoria - afirmou Raquel Ciocari.  

Mas nem todos lembram apenas dos presentes. Para a professora aposentada Leda Lígia, de 54 anos, as comemorações natalinas estão se afastando do verdadeiro sentido, que é a confraternização. 

- Acredito que o verdadeiro sentido do Natal se encontra na reflexão do que você fez de bom durante o ano. O ato de presentear tem de ser a alguém que tenha um significado bem grande pra ti e não apenas uma simples entrega – concluiu a professora. 

Até o Natal, o comércio caçapavano terá horário diferenciado. De segunda a sexta, pela manhã, estará aberto das 8h40min às 12h e, à tarde, das 13h45min às 19h30min. No sábado, dia 17, o horário será, pela manhã, das 8h40min às 12h e, à tarde, das 14h às 18h. No sábado, dia 24, as lojas ficarão abertas das 8h40min às 17h.

 

Foto: Eduardo Schneider


Fonte: Gazeta de Caçapava

Gazeta de Caçapava




Topo